quinta-feira, 30 de agosto de 2012

VA DE RETRO 12


Nada como um bom filme, jogo e uma serie pra relaxar  comendo  cheetos depois do dia a dia.


FILME: A HISTORIA SEM FIM


Apesar de ser uma mega propaganda enganosa (afinal tem um THE END) o filme é uma narrativa que agrada pessoas avidas por aventuras de todas as idades, no filme acompanhamos o garoto Bastian que bullynado por outros garotos encontra nos livros de uma antiga biblioteca peculiar livro magico com o poder de alterar a realidade.

Show visual para gerações

No reino de fantasia (o livro) acompanhamos o jovem Atreio que parte em uma jornada para defender e salvar a Imperatriz Menina junto com todos no lugar da ameaça do terrível Vazio que avança devastando tudo que encontra. Vale lembrar que o lugar possui figuras exóticas todas bem caracterizadas com o melhor que os anos 80 tinham a oferecer desde animatronicos a maquiagens fantásticas que te prendem com os detalhes me pergunto se tem um jogo, pois merecia.

Com três filmes e duas series (uma animada) e alguns livros recomendo muito que busquem essa joia.

SERIE: SWATCATS




Nos anos 80 havia duas coisas que prestavam na tv para uma criança assistir, uma eram os poucos animes e o resto eram desenhos cheios de animaizinhos com historias bobas em geral da Hanna Barbera. Mas havia um bem peculiar, um bem feito, com historia e personagens maneiros que não insultava (muito) nossa pouca inteligência, eram os Swatcats


Tango e Cash feito com gatos.

ESSE É O CUZÃO

Essa e a melhor forma de definir a serie, nela dois pilotos esquentados T Bone e Razor são expulsos das forças de segurança de MegaCat City por um chefe extremamente babaca, desempregados eles recorrem a única opção que restava que era  trabalhar num lixão.
ISSO ERA O QUE ELES QUERIAM QUE TODOS PENSASSEM afinal nesse lixão eles construíram uma nave de batalha fodona que daria orgulho a Luke Skywalker e sua X wing, além de veículos e armas dignas de Batman para combater o crime como vigilantes.



Personagens EPICNESS


Todos no desenho tem personalidades bem definidas o que ajuda horrores as crianças a identificar o bem e o mal, os vilões todos bem agressivos com historias que passavam o clima dos quadrinhos anos 90. Se você procura ação sem compromisso esse e recomendado principalmente para quem gosta de furries (Ola...Callie) pois ali tem uma das melhores personagens do gênero confiram.


JOGO: METAL WARRIORS





Robôs gigantes ate pouco tempo foram sempre um dos grandes sonhos da humanidade, principalmente da molecada que assistindo Jaspion, Changeman sempre desejavam ter o seu ou ao menos jogar um game com eles. Com poucas opções além de Front Mission os jogadores se deliciavam com um clássico que mais do que supria essa necessidade por colossos de metal gigantes pois levava  em si o selo da LUCAS a empresa que nos trouxe Star Wars.


 Bitch please i have a giant robot

Metal Warriors nos leva a missões onde você controlava um robô através de bases inimigas, isso no modo single player pois no multiplayer o jogador enfrentava o amigo usando estratégias e armas diversas num cenário fechado, você acha que Smash Bros é disputado espere pra ver dois caras se caçando por aqui.


Detalhes fazem toda a diferença



Uma das coisas legais era a possibilidade se sair do robô depois que ele estivesse muito avariado e obter um novo para seguir em frente o que eventualmente gerava outros problemas/soluções, pois a jogabilidade varia de maquina para maquina. Quando isso acontecia ele ia ficando quebrado ate no final acabar por ficar INULTIL somente servindo de veiculo sem poder atacar, partes dos cenários eram quebráveis e haviam cenas em com sprites quase animes entre uma missão e outra.

Agora que sua diversão mais uma vez foi salva...FUI!