sábado, 14 de fevereiro de 2015

VA DE RETRO #34




Procurando aqui e ali por coisas legais antes que a net seja assimilada pelos ETs.

SERIE: SPIELVAN


Muito bem antes de mais nada quero lembrar os senhores que sou uma putinha vendida para tokusatsus clássicos e coisas dos anos dourados da Manchete assim era mais do que natural recomendar uma serie desse período. Bem Spielvan veio com a ingrata tarefa de ser conhecido como Jaspion 2 devido ser um Metal Hero ( grupo derivado dos heróis que utilizam pesadas armaduras como Jiban e os Super Patos) e o herói ter 99% do visual reaproveitando a Metaltex.
...
...
Vocês não fazem ideia do que é uma Metaltex? 

 
Aff...o nome japônes da armadura do Jaspion.

COF COF!

Continuando bem basicamente o herói e sua parceira são os últimos sobreviventes de uma nave de fuga mal sucedida que ficara sem recursos, então o capitão na pior intenção dos infernos decide mandar 2 pivetes pra Terra com um cruzador de batalha para eles se vingarem pela ruina de seu povo e roubarem suas mulheres, crianças juntamente com os recursos naturais.



Um detalhe que foi mal explorado é o fato de Spielvam ter um robô e não o usar na maioria das vezes deixando ele de sacanagem apenas atacando as naves e tanques inimigas, se ele perde em batalhas com veículos ganha em combates corpo a corpo com monstros bem feitos e coreografias intensas tendo lutas bem feitas. Sua parceira não fica atras dando muiiiita coisa para os cuecas olharem direto, sem falar da irmã dele que usa a segunda mini saia do mundo (apenas atras daquele trapo da Yellowflash) dos tokus.


GOLPES FENOMENAIS TE ESPERAM AQUI

Digo é repito, se for pra ter luta arranjada que tenha robô gigante, tiro e espada laser...sim WWE isso é com você.

JOGO: BLOOD OF BAHAMUT



A Square (SQUARENIX hoje em dia) sempre foi uma empresa que fez estrago nos consoles da Nintendo, depois de uns anos fora na era PSX ela não deixou ninguém na mão no Game Boy Color e Advance com relançamentos e exclusivos que faziam todos pensarem:

COMO DIABOS ESSE GAME FAZ ISSO COM TÃO POUCO PODER DE FOGO?

Assim quando chegou o DS ela fez continuou nos dando essas maravilhas e uma delas foi esse game que mostra que se ela programasse hoje no PS1 ainda tava chutando bunda de muita empresa que lança um jogo genérico a cada 2 meses. 



Nesse game vemos tudo que nos chamou a atenção , historia concreta, gráficos fodões deixando apenas a desejar o fato deles nunca terem traduzido mas os fãs nos fizeram esse favor afinal um clássico desses bem que merecia assim como muitos outros ( Romancing Saga sai logo por Deuzu) que a galera espera.



Basicamente o plot gira sobre um grupo que vê seu mundinho (eles moram nas costas de um dos gigantes do jogo) e devem resolver, é como se seu anticorpo tentasse te ajudar mas de maneira epica, outro ponto foda pra carai é o fato de poder jogar ate 4 jogadores juntos num bom RPG.

Esse game é a prova definitiva que os Irmão Piologo não manjam dos paranauê pois a Nintendo é foda!
 

FILME: O BALCONISTA



Kevin Smith é um nerd bem fudão dos EUA, seu trabalho todo compõe uma serie de filmes, quadrinhos famosos e episódios de series de respeito que junto com seu podcast arrasam com o mundo moderno. Mas como ninguém começa do topo ele teve que ralar mas já foi com o pé direito lançando um filme que mesmo com baixissssssssimo orçamento mostrou a magia do camarada.


 VOCÊ ME DA GRANA...MAS NÃO TE AMO

 Nesse seu filme vemos a rotina de uma loja de quadrinhos onde o balconista (dãããããããaaa...) Dante Hicks e seu parceiro lidam com clientes e xaropes de todos os tipos, problemas com garotas e os drogados mais bugados que a humanidade criou são um dos motivos pra correr atrás dessa peça.



JAY E BOB CALADO ESTAVAM ALI APENAS ZUANDO

  Um filme direto e simples com referencias claras alem de mostrar uma realidade que muitos guris não se tocam, afinal donos de lans, locadoras de games e lojas de quadrinhos tambem se stressam.