quinta-feira, 4 de agosto de 2016

MESTRIA



E ali estava eu de putaria na vida com a Ruiva minha bike, velha companheira de batalhas como a Corrida da Pizza Gratis ou a Invasão dos Pastores  da Alvorada (sim ambos eventos ficticios que revelam minha pressa por uma bela fatia de massa italiana e de acordar não gostar de acordar cedo pra abrir a escola para um evento gospel) tantas memorias essa bike tem...ate que de repente ZAP o pneu murcha como um velho de 99 anos.


 TEM UNS COROA QUE TU NUM DA UM PUTO MAAAAAAAAAAAAAAS...


Assim levei minhas asas para uma oficina que prontamente foi atendida, o serviço ficou bom mas no final faltava algo...como um peso a mais... uma dificuldade leve. Assim passou 2 meses e de novo o mesmo problema mas dessa vez num lugar isolado em que não circulava muito, assim sem opções recorri a uma pequena e humilde loja com peças por todo lado, poeira e muita graxa nas paredes.



O tipo de lugar que se você espeta o dedo em algo o tetano é o menor dos seus problemas, assim fui atendido por um idoso que prontamente pegou minha bike fez um procedimento singular que era desmontar toda a roda. Depois bateu com o martelo e trocou os aros de lugar, ao final de meia hora cerca de uns 15 min a mais do que planejara ele me entregou a bike leve, rapida e sei la..diferente.



Era a mesma bike, mesmas peças contudo era claro que foi tocada por um ser com maior experiência. De repente abri meus olhos e vi que naquela simples cabana cada sucata tinha uma função com a economia e o tratamento que anos consertando bicicletas lhe deram...com simplicidade e eficiencia.

Hoje o dono conquistou um cliente e eu cresci mais um pouco na certeza que os valores que tenho me foram provados por alguém antes e que eles vão durar pois funcionam muito bem desde minha chegada aqui. Se você não curte seus avós, anciões ou idosos você é que perde afinal eles tem a manha da vida.

Fica a dica e FUI!